Prefeito do Rio diz que vai suspender vacinação contra a Covid-19 na quarta-feira por falta de doses

< Voltar

14/01/2021

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), anunciou que a cidade terá que interromper a campanha de vacinação contra a Covid-19 na quarta-feira (17) por falta de doses do imunizante.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, o calendário retorna na próxima segunda, dia 22 de fevereiro, quando a cidade deve receber mais doses da CoronaVac do Instituto Butantan.

“Infelizmente, a gente vai ter que interromper o calendário, voltar para o calendário original, porque a gente antecipou uma semana o calendário no Rio", disse Soranz.

 

Vacinação no drive thru do Parque Olímpico, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta segunda-feira (15) — Foto: Reprodução/ TV Globo

O calendário de vacinação contra a Covid-19 havia sido antecipado no dia 2 de fevereiro. A previsão era que todos os idosos com idade até 75 anos fossem vacinados até o fim de fevereiro.

O plano segue sendo vacinar todos os idosos com mais de 60 anos até o fim de março, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

“Quem tem 82 anos tem que procurar os postos na semana que vem, voltando ao calendário original”, afirmou o secretário.

A Prefeitura do Rio de Janeiro ainda vai avisar como ficará o novo calendário, a partir da chegada de mais doses. Em entrevista à GloboNews, Eduardo Paes disse que a prioridade segue sendo vacinar os grupos mais vulneráveis à Covid.

"Havia a expectativa de chegada de mais doses, isso não aconteceu, quando o secretário de Saúde informou isso pela manhã eu já fiz a comunicação de que teríamos que suspender na quarta-feira. E há uma expectativa de entrega de doses por parte do Butantan na semana que vem. Assim que as doses chegarem, a gente retoma. A gente quer acelerar isso", afirmou Paes.

Vacinação no Rio será suspensa

Segunda dose

A segunda dose a ser aplicada nos profissionais de saúde e idosos abrigados está garantida, segundo Soranz.

“A segunda dose está reservada, a gente já começa na segunda-feira a aplicar a segunda dose em alguns institutos de longa permanência de idosos. Profissionais de saúde que tomaram a primeira dose no dia 20 de janeiro também terão a aplicação desta dose amanhã, 16 de fevereiro. Vamos aproveitar o feriado de carnaval para poder aplicar a dose”, informou o secretário.

Suspensão em outros lugares do Brasil

A vacinação também foi interrompida em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, no domingo (14). A informação foi publicada nas redes sociais da prefeitura do município.

Segundo o poder municipal, o quantitativo para aplicação das primeiras doses em idosos teria acabado. A secretaria disse ainda que aguarda um novo repasse do Ministério da Saúde para que a vacinação volte a acontecer.